TIPOS DE OBESIDADE – Causas, Tratamento e Prevenção.

Tipos de Obesidade:

Nesse artigo falaremos sobre alguns tipos de obesidade, suas causas, tratamaentos e prevenções. A obesidade uma condição médica na qual se verifica acumulação de tecido adiposo em excesso ao ponto de poder ter impacto negativo na saúde, o que leva à redução da esperança de vida ou aumento dos problemas de saúde. Uma pessoa é considerada obesa quando o seu índice de massa corporal (IMC) é superior a 30 kg/m2. Este valor é obtido dividindo o peso da pessoa pelo quadrado da sua altura.

A obesidade aumenta a probabilidade da ocorrência de várias doenças, principalmente doenças cardiovasculares, diabetes do tipo 2, apneia de sono, alguns tipos de cancro e osteoartrite.

Causas da Obesidade:

A causa mais comum de obesidade é uma combinação de uma dieta rica em gorduras, falta de exercício físico e fatores genéticos, embora alguns casos sejam causados principalmente por transtornos endócrinos, medicamentos ou transtornos mentais. No geral, as pessoas obesas consomem mais energia do que as restantes devido às necessidades energéticas para sustentar a maior massa corporal.

Tipos de obesidade:

Obesidade tipo Ginóide:

Mais comum em mulheres, tem como principal característica o acumulo de gordura nos membros inferiores. O individuo ginóide, quando ganha peso, costuma acumular gordura no quadril, coxas e glúteos. Esse biótipo é mais fácil de ser tratado, não oferece grandes riscos a saúde quando está acima do peso, mas a atenção deve ser dobrada em casos de obesidade.

Obesidade tipo Andróide:

Mais comum em homens, porém também pode acometer mulheres. O indivíduo andróide costuma acumular gordura no abdômen, braços e rosto. Raramente apresenta aumento nos membros inferiores. Esse biótipo causa preocupação, visto que, na maioria dos casos a gordura é visceral, ou seja, acomete órgão e tecidos importantes aumentando o risco de doenças cardíacas.

Obesidade Psicológica:

Esse tipo de obesidade acomete pessoas que estão passando uma situação de depressão, ansiedade, conflito emocional, estresse, solidão, rejeição, paixão não correspondida entre outros, ao contrario da maioria optam por comer demais, na tentativa de compensar o problema. Isso pode se tornar uma compulsão e ocorrer a perda do controle alimentar, desencadeando a obesidade.

Obesidade Genética:

Abrange, aproximadamente, 4% da população brasileira. Neste caso, o indivíduo já nasce com o metabolismo totalmente descontrolado e lento em função das características herdados dos pais. O recomendável é que já na fase infantil seja iniciado um tratamento com o auxílio e avaliação de um médico endocrinologista.

Obesidade Nutricional:

Essa obesidade é decorrente de uma má dieta alimentar, pobre em nutrientes essenciais ao bom e pleno funcionamento do organismo. As pessoas acometidas por esse tipo de obesidade consomem, descontroladamente, carboidratos, proteínas e demais alimentos com excesso de gordura. Para piorar o quadro, geralmente esses indivíduos ingerem poucas porções de verduras e legumes. Isso gera uma alta concentração de calorias e, por conseguinte, acarreta a obesidade.

Obesidade comportamental:

Um dos tipos de obesidade mais comum e está relacionada os péssimos hábitos alimentares e comportamentais adquiridos ao longo da vida e que acabam levando a um estado de obesidade. Trata-se de pessoas que não praticam atividades físicas regulares e sempre fazem suas refeições de modo acelerado e sem mastigar corretamente o alimento.

A obesidade comportamental se agrava quando em determinadas fases da vida, como em períodos de gestação por exemplo, as pessoas adquirem o hábito de se alimentar constantemente mesmo quando já estão em estado de saciedade.

Obesidade mórbida:

A obesidade mórbida é quando o IMC (índice de massa corporal) é igual ou maior a 40 kg/m², que corresponde a um tipo de obesidade classificada como grau 3. A este nível o excesso de peso coloca em risco a vida do indivíduo.

Para combater a obesidade mórbida, recomenda-se um acompanhamento médico e nutricional para obter a redução de peso e o tratamento de doenças associadas como diabetes e hipertensão, e em alguns casos pode ser preciso fazer uma cirurgia de redução de estômago.

Outros tipos de obesidade:

Obesidade relacionada a medicamentos:

Alguns medicamentos como os antidepressivos por exemplo  possuem componentes em suas fórmulas que também podem causar a obesidade. Outros medicamentos com efeito análogo são os corticoides e o estrogênio.

Obesidade relacionada ao tabaco:

Todos sabem os males que o cigarro acarreta, mas algumas pessoas ao pararem de fumar, passam por um processo interno que pode contribuir para surgimento da obesidade. Isso acontece porque a nicotina, principal substancia química do cigarro, é um inibidor de apetite, portanto, ao parar de fumar, consequentemente o indivíduo terá mais fome.

Tratamento e Prevenção da Obesidade:

O tratamento da obesidade é feito através de uma dieta alimentar equilibrada e da prática de exercícios físicos regularmente. Em casos de obesidade mórbida, pode ser recomendada uma cirurgia para redução do estômago (cirurgia bariátrica ou gastroplastia).

Um estilo de vida saudável deve ser adotado, com prática de esportes e uma alimentação saudável e equilibrada.

A obesidade é uma das principais causas de morte evitáveis em todo o mundo, com taxas de prevalência cada vez maiores em adultos e em crianças. É considerada pelas autoridades um dos mais graves problemas de saúde pública do século XXI.

Em grande parte do mundo, particularmente na sociedade ocidental, a obesidade é alvo de preconceito, embora ao longo da História tenha sido vista como símbolo de riqueza e fertilidade, perspetiva que ainda se mantém em algumas partes do mundo.

Leia também:

Obesidade infantil:
Tipos de cirurgia de estomago:
Cirurgia bariátrica:

Saiba mais sobre os tipos de obesidade – Pesquise abaixo!

Pesquisa Personalizada
Botão de chamada CHS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*