TIPOS DE CIRURGIA DE ESTÔMAGO – Emagreça rápido.

Tipos de cirurgia de estômago:

Atualmente,o número de pessoa s obesas vem aumentando em números preocupantes na sociedade global, principalmente nos países considerados de primeiro mundo. Entretanto muitas dessas pessoas tentam emagrecer a todo custo e muitas optam por métodos mais radicais, como as famosas cirurgias de redução de estômago que proporciona um emagrecimento mais rápido e com menos esforços.

Atualmente no Brasil, tem se praticado vários tipos de cirurgia de estômago mas vamos citar aqui algumas mais importantes e mais praticadas:

Tipos de cirurgia de estômago:

Balão Intragástrico:

O Balão intragástrico é um dispositivo de silicone flexível que tem como objetivo preencher um espaço no estômago do paciente e, assim, promover a sensação de saciedade e facilitar o processo de emagrecimento saudável. Ou seja,ajuda o paciente a se sentir mais satisfeito comendo menos, já que parte do seu estômago estará preenchido pelo balão intragástrico.

É justamente assim que o balão facilita o processo de emagrecimento saudável; provoca sensação de saciedade e consequentemente ajuda no controle da quantidade de alimento ingerido. A colocação não envolve corte e cirurgia, já que ele é inserido através de endoscopia, e pode levar cerca de 20 a 30 minutos. É normal que haja algum desconforto nos três primeiros dias da colocação, e pode ocorrer efeitos colaterais como náusea, vômito, inchaço ou cólica.

Banda Gástrica Ajustável:

Banda Gástrica Ajustável é um tipo de cirurgia de estomago realizada para tratamento de alguns casos de obesidade e é uma das soluções mais viáveis para tratar a obesidade mórbida. A banda gástrica é uma prótese de silicone que tem um balão inflável, por dentro, onde é possível enche-lo ou esvazia-lo.

Quando colocada em volta da parte alta do estômago forma um anel que o aperta conferindo-lhe a forma de um relógio de areia. Quando o balão é insuflado ou desinsuflado, aperta mais ou menos o estômago de maneira que podemos controlar o esvaziamento do alimento de cima pra baixo do órgão. O balão é ligado a um botão de metal e plástico que fica embaixo da pele por intermédio de um delicado tubo de silicone.

Este botão que fica sob a pele e gordura, fixo no músculo do abdome, pode ser alcançado com uma agulha de injeção. Desta forma podemos injetar água destilada para apertar mais o estômago ou esvaziar o receptáculo para aliviar a obstrução à passagem de alimento.

O principio da operação é semelhante a operação de Mason porém é feita sem abrir o abdome e pode ser regulada depois, a qualquer tempo,em um ambulatório. A perda de peso, da mesma forma, fica em torno de 20 a 30% em média dependendo de como o paciente agirá após a cirurgia.

Cirurgia de Capella:

Esse tipo de cirurgia de estomago procede-se da seguinte maneira: divide-se o estômago em duas partes. A maior fica em repouso para o resto da vida mas se for necessário poderá ser reativada. A parte menor, mais próxima do esôfago, é o pedacinho de estômago que permanece funcionando.

O passo seguinte é emendar essa parte menor do estoago estômago com a porção inicial do intestino delgado. Por fim, aplica-se um anel de silicone na saída dessa parte menor para que esse anel atue como um funil, fazendo com que os alimentos passem de forma lenta,mantendo a sensação de estomago cheio. Esse tipo de cirurgia, de certa forma, engana o cérebro, que recebe essa mensagem de saciedade.

Depois de terem assimilado todo o processo, o máximo que as pessoas conseguem comer em meia hora é 200g, quantidade suficiente para se sentirem alimentadas. É ainda interessante observar que a emenda do estômago com o intestino faz com que os alimentos passem pelo anel e caiam diretamente no intestino sem serem diluídos pelo suco gástrico. Isso diminui a possibilidade de falhas no processo de emagrecimento a longo prazo.

Bypass gástrico em Y de Roux:

O bypass gástrico em Y de Roux é considerado “a top” das técnicas de cirurgia bariátrica, e é a mais compreendida, mais estudada e considerada a solução mais efetiva a longo prazo para o tratamento da obesidade mórbida. Os objetivos deste tipo de cirurgia de estomago incluem dois mecanismos para a perda de peso:

Restrição – Redução acentuada na quantidade de alimentos que podem ser ingeridos em determinado tempo. Mal absorção – Redução na capacidade de absorção total dos alimentos ingeridos. Os pacientes perdem em média  70-80% do excesso do peso corporal, mantendo a risca os cuidados pós-operatórios, e mantendo o novo peso por muitos anos desde que obedeça os novos hábitos alimentares.

Descrição do procedimento – O bypass gástrico envolve a separação do estômago em duas partes, sendo a parte onde transitam os alimentos, transformada em pequeno tubo, o que determina o aspecto restritivo. O intestino delgado é seccionado abaixo do início de sua parte livre a uma distância que varia conforme o IMC, sendo então unida ao tubo gástrico, determinando desta maneira o componente desabsortivo.

A parte proximal do intestino é unida ao próprio intestino, em uma distância de aproximadamente 100 cm. O organismo requer fluído do estômago para a digestão. Estes são conduzidos do estômago residual para baixo, para se encontrar com os alimentos que passaram pelo tubo gástrico e isto ocorre no ponto onde os intestinos foram unidos, formando o Y. A digestão e absorção dos nutrientes se fazem a partir deste ponto através do intestino delgado remanescente e do intestino grosso.

O bypass do intestino delgado é também importante condutor da bile e do suco pancreático, os quais são necessários para a digestão. A cirurgia do bypass gástrico é realizada convencionalmente através de uma incisão de 15 cm que se estende do xifóide à cicatriz umbilical. A técnica laparoscópica envolve pequenas incisões e é realizada com instrumentos especiais com visualização através de um monitor de TV.

A utilização da laparoscopia oferece menor desconforto e recuperação mais rápida para o paciente. Em nosso serviço oferecemos a cirurgia de bypass gástrico videolaparoscópico como primeira opção, contudo, você necessita consultar seu cirurgião para saber se este método é apropriado para você.

Cirurgia de Scopinaro:

Realizada por vídeo laparoscopia ou por via convencional na qual se realiza uma gastrectomia (retirada do estômago) parcial ou um grampeamento com secção simples do estômago, reduzindo sua capacidade em cerca de 50%, em seguida, o intestino delgado é seccionado à 2,5 metros de onde ele termina no íleo e é feito um desvio (Bypass) do intestino a cerca de cerca de 80cm do ceco, por fim, a gastroplastia é ligada ao intestino distal desviado com o íleo, para que a comida possa passar novamente.

Leia também:

Cirurgia plástica na perna;
Clínicas especializadas em cirurgia plástica;
Abdomonoplastia.

Saiba mais sobre tipos de cirurgia de estômago – Pesquise abaixo!

Pesquisa Personalizada
Botão de chamada CHS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*