IMPLANTE DENTÁRIO – Os mais realizados na ciência odontológica.

Implante dentário:

Implante dentário são suportes ou estruturas de metal, na maioria das vezes de titânio, que são posicionadas na cirurgia no osso maxilar abaixo da gengiva no lugar das raízes dentárias. É por meio desses suportes que os dentes substitutos serão montados na boca do paciente.

A saúde dentária é fundamental para o bem-estar de todos os indivíduos. Antes pensado apenas como uma forma estética e para evitar dores muito desagradáveis, as pessoas pouco ligavam para o estado de seus dentes e o Brasil chegou a ser apelidado de “país dos desdentados”. Uma alcunha nada lisonjeira e que, felizmente, tem mudado nas últimas duas décadas.

Até mesmo quem nasceu na época dos “desdentados” e sofreu com o período, procura mudar essa realidade através de implantes dentários ou odontológicos. E, claro, os mais jovens também procuram este serviço quando é necessário.

Mas o que são e quais os tipos de implantes odontológicos disponíveis? Quais os mais utilizados? Confira a partir de agora:

O que é implante dentário?

Implante dentário são suportes ou estruturas de metal, na maioria das vezes de titânio, que são posicionadas na cirurgia no osso maxilar abaixo da gengiva no lugar das raízes dentárias. É por meio desses suportes que os dentes substitutos serão montados na boca do paciente.

Alguns tipos de implantes dentários:

Implante ósseo integrado:

O mais utilizado em implantes deste gênero. Este implante consiste na inserção de um parafuso no osso maxilar. O parafuso simula uma raiz dentária que ficará fixa no local para a incisão do dente novo, normalmente de titânio.

A operação necessita de quatro meses de descanso depois de feita e, somente depois após este período, as próteses podem ser colocadas. O período de adaptação se mostra incômodo para algumas pessoas. Seguir as instruções do dentista ajudam a diminuir as sensações estranhas e de mal-estar.

Implantes subperiosteais:

É o tipo de implante que só é realizado nas situações em que o paciente não possui estrutura óssea com qualidade para fazer uma cirurgia de implante de ósseo integrado. A estrutura desaparece nos casos em que o paciente fica muito tempo sem os dentes. Isso faz com que o maxilar perca sua funcionalidade.

O procedimento consiste em colocar uma armação de metal entre o osso e a gengiva. Essa armação servirá de sustentação as próteses dentárias que serão alocadas na boca.

Implantes Zigomáticos:

Esse tipo de implante existe para as pessoas que estão além dos implantes convencionais, devido a diversões problemas que podem atingir sua estrutura óssea. O implante zigomático procura encontrar, por meio de sua técnica recente aplicada no osso zigomático, conhecido como “maçã”, soluções alternativas para rearranjar a estrutura dentária, reconstruir e corrigir os problemas.

Implantes dentários pterigoide:

Trata-se dos implantes dentários fixados na região posterior do maxilar e tem comprimento de 18 a 21 mm e são indicados para os pacientes que perderam muito osso durante os anos e só podem ser realizados na parte superior da boca.

Implantes dentários curtos:

São aqueles feitos em locais em que o paciente não oferece ossos em número suficiente para a realização dos implantes mais convencionais e por isso não deseja fazer enxertos.

Agora você conheceu o que é um implante dentário e alguns tipos realizados na ciência odontológica.

Leia tambem:

Clínicas especializadas em cirurgia plástica;
Cirurgia plástica na perna;
Amil dental.

Saba mais sobre Implantes Dentários – Pesquise abaixo!

Pesquisa Personalizada
Botão de chamada CHS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*