BLEFAROPLASTIA – Indicações, Cuidados Pré e Pós Operatório

Blefaroplastia:

Blefaroplastia é uma cirurgia que melhora a aparência das pálpebras superiores, das pálpebras inferiores, ou de ambas. A cirurgia proporciona aparência rejuvenescida na área ao redor dos olhos, fazendo com que o olhar pareça mais descansado e alerta.

A Blefaroplastia trata o excesso de pele, bolsas de gordura e flacidez muscular da região das pálpebras, podendo, em certos casos, melhorar o aspecto funcional além de estético.

Não acarreta prejuízo funcional às pálpebras, desde que a evolução pós-operatória seja normal. A cirurgia da pálpebra superior remove o excesso de depósito de gordura que aparece como inchaço nas pálpebras superiores.

A Pele frouxa ou flacidez da pálpebra, cria dobras ou incomoda o contorno natural da pálpebra superior, às vezes, prejudicando a visão, e pode ser tratada com cirurgia de pálpebra superior,

A blefaroplastia da pálpebra inferior remove o excesso de pele e rugas finas na pálpebra inferior e bolsas sob os olhos também podem ser corrigidas por blefaroplastia.

Indicações da blefaroplastia:

A blefaroplastia está indicada em casos de flacidez das pálpebras, que se mantêm caídas ou quando existem bolsas em baixo dos olhos, que causam um ar cansado e envelhecido.

Normalmente, estes problemas surgem em pessoas com mais de 40 anos, no entanto, pode ser realizada em pacientes jovens quando o problema é causado por fatores genéticos.

Indicações pré-operatório:

Seguir as recomendações médicas é imprescindível para o bom andamento do procedimento. Por isso, seguem algumas dicas sobre o que fazer nos dias que antecedem sua blefaroplastia:

  • Chegue no horário informado de sua internação;
  • Respeite o período de jejum;
  • Comunique ao médico, o quanto antes, qualquer anormalidade em sua saúde física e psicológica;
  • Não use maquiagem no dia da internação;
  • Evite o uso de brincos, alianças e outros acessórios;
  • Evite fumar, ingerir bebidas alcoólicas e comidas gordurosas nos dias que antecedem sua rinoplastia;
  • Informe seu médico sobre as medicações das quais você faz uso e siga as instruções de seu especialista acerca da ingestão delas.

Cuidados do pós-operatório:

Cicatrização:

A cirurgia deixa uma cicatriz discreta, pois fica localizada exatamente na dobra da pálpebra superior (porção que fica escondida quando o olho está aberto) e bem embaixo dos cílios inferiores, no caso da pálpebra de baixo ou ainda dentro da conjuntiva (parte de dentro dos olhos).

O aparecimento de queloides é muito raro nesta região, mas pode acontecer.

Tabagismo:

O cigarro deve ser evitado pelo menos 1 mês antes da intervenção e nos dois meses seguintes à cirurgia pois prejudica a microcirculação e compromete a cicatrização.

Medicação:

É comum que o médico indique o uso de antibióticos preventivos e analgésicos se houver dor. Todos eles administrados por via oral, ou seja, tomados pela boca. O uso de colírios pode ser feito apenas para lubrificação dos olhos.

Higienização:

Deve ser feita normalmente com água e sabonete, uma vez que não ficam curativos no local.

Repouso:

Deve ser feito repouso de uma semana, até a retirada dos pontos.

Óculos escuros:

Devem ser usados até que a cicatrização esteja completa, cerca de 30 dias. A ação do sol pode dificultar a cicatrização e deixar a pele da região manchada.

Para dormi:

O paciente deve dormir de barriga para cima por duas semanas, depois disso é possível dormir de lado. Uso de lentes de contato Quem usa lentes deve evitá-las nos primeiros 10 dias.

Inchaço:

Compressas geladas feitas com água e gaze ou pano limpos ajudam a reduzir o inchaço da região.

Complicações possíveis:

Cada organismo reage de maneira diferente. Assim, na totalidade de pacientes há aqueles que atingem um resultado ideal, enquanto outros podem apresentar resultados negativos, em maiores ou menores proporções, independentemente do trabalho médico ter sido feito com o maior zelo, perícia e cautela.

Entre esses resultados negativos que, felizmente, são raros, o paciente pode apresentar:

  • Infecção;
  • Necrose de pele, por deficiência circulatória (sendo o tabagismo sua maior causa);
  • Deiscência de pontos – abertura dos pontos realizados;
  • Trombose venosa – coagulação do sangue dentro das veias;
  • Complicações anestésicas – conforme o tipo de anestesia realizada – podendo acontecer alergia a medicamentos(choque anafilático), hipertermia maligna, cefaleia (dor de cabeca) pós peridural, etc..
  • Complicações estéticas: cada pessoa tem um tipo de cicatrização e são exemplos de complicações estéticas o aparecimento de quelóides, hipercromia de cicatrizes (escurecimento das cicatrizes), irregularidades da área operada, etc;
  • Mau posicionamento da pálpebra inferior;
  • Má oclusão ocular;
  • Ectropios ( palpebra inferior repuxada para baixo);
  • Hematomas;
  • Cada paciente tem um tipo de resposta à cirurgia e pequenas intercorrências são comuns e totalmente controláveis.

Recomendações importantes:

A recuperação da cirurgia demora em média cerca de duas semanas e é recomendado:

  • Colocar compressas frias sobre os olhos para reduzir o inchaço;
  • Dormir de barriga para cima com travesseiro sobre o pescoço e o tronco, mantendo a cabeça mais elevada que o corpo;
  • Utilizar óculos de sol quando sair de casa para proteger da luz solar;
  • Não utilizar maquiagem nos olhos;
  • Passar sempre protetor solar para que as cicatrizes não fiquem mais escuras.

Estes cuidados devem ser mantidos até 15 dias após a cirurgia, mas o indivíduo deve voltar ao médico para fazer uma consulta de revisão e retirar os pontos.

Atenção – O conteúdo deste artigo é meramente informativo, e não tem nenhuma intensão de substituir a orientação, o diagnóstico, ou o aconselhamento médico profissional. Por favor, converse com seu médico para maiores informações.

Leia Também:

RINOPLASTIA – Indicações, Técnicas, Cuidados Pré e Pós Operatório

Pesquisa Personalizada
Botão de chamada CHS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*